Header Ads

Davi: A coragem de lutar

Davi: A coragem de lutar
O próximo exemplo em nossa série é Davi, que teve a coragem de lutar. Há vários exemplos na vida de Davi dele lutando corajosamente contra seus inimigos (e os inimigos de Deus). Mas para o nosso estudo hoje, vamos nos concentrar em sua luta contra o gigante filisteu, Golias.

"Então saiu do arraial dos filisteus um campeão, cujo nome era Golias, de Gate, que tinha de altura seis côvados e um palmo. Trazia na cabeça um capacete de bronze, e vestia uma couraça escameada, cujo peso era de cinco mil siclos de bronze. Também trazia grevas de bronze nas pernas, e um dardo de bronze entre os ombros. A haste da sua lança era como o órgão de um tear, e a ponta da sua lança pesava seiscentos siclos de ferro; adiante dele ia o seu escudeiro”

"Ele, pois, de pé, clamava às fileiras de Israel e dizia-lhes: Por que saístes a ordenar a batalha? Não sou eu filisteu, e vós servos de Saul? Escolhei dentre vós um homem que desça a mim. Se ele puder pelejar comigo e matar-me, seremos vossos servos; porém, se eu prevalecer contra ele e o matar, então sereis nossos servos, e nos servireis. Disse mais o filisteu: Desafio hoje as fileiras de Israel; dai-me um homem, para que nós dois pelejemos. Ouvindo, então, Saul e todo o Israel estas palavras do filisteu, desalentaram-se, e temeram muito" (1 Samuel 17:4-11).

"E Davi disse a Saul: Não desfaleça o coração de ninguém por causa dele; teu servo irá, e pelejará contra este filisteu" (1 Samuel 17:32).

A natureza de nossa luta hoje pode ser diferente. Paulo disse: "Porque, embora andando na carne, não militamos segundo a carne, pois as armas da nossa milícia não são carnais, mas poderosas em Deus, para demolição de fortalezas; derribando raciocínios e todo baluarte que se ergue contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência a Cristo" (2 Coríntios 10:3-5). Mesmo assim, ainda há lições valiosas para nós aprendermos com a luta de Davi contra Golias.

O contexto

Saul, o primeiro rei de Israel, tinha sido "rejeitado" por Deus "de ser rei" por causa de sua incapacidade de obedecer ao Senhor e destruir os amalequitas (1 Samuel 15:22-23). Uma vez que Deus rejeitou Saul, enviou Samuel a Belém para ungir um novo rei - um filho de Jessé (1 Samuel 16:1). Os sete filhos mais velhos de Jessé passaram diante de Samuel, mas Deus não escolheu nenhum deles (1 Samuel 16:10). Em vez disso, Deus escolheu Davi - o mais jovem que inicialmente tinha sido excluído da reunião e deixado cuidando das ovelhas (1 Samuel 16:11-13). No entanto, ele era a escolha de Deus para suceder a Saul. Então Samuel "o ungiu no meio de seus irmãos" (1 Samuel 16:13).

Mais tarde, Israel se reuniu para lutar contra os filisteus (1 Samuel 17:1-3). Golias, um gigante e valente guerreiro, lançou um desafio aos israelitas - um vencedor individual, tendo todo o duelo entre ele e qualquer um que os israelitas escolhessem para representá-los (1 Samuel 17:4-10). Saul deveria ter respondido ao desafio. Uma das razões pelas quais o povo de Israel queria um rei em primeiro lugar era para que ele "saísse diante deles e combatesse [suas] batalhas" (1 Samuel 8:20). Além disso, Saul "sobressaía em altura a todo o povo desde os ombros para cima" (1 Samuel 10:23). Mas Saul estava como o resto do seu povo - "assustado e com muito medo" (1 Samuel 17:11).

Os três irmãos mais velhos de Davi estavam no exército e seu pai o enviou para entregar provisões e trazer de volta um relatório sobre o bem-estar deles (1 Samuel 17:10, 17-19). Enquanto estava lá, Davi soube do desafio de Golias e a recompensa por derrotá-lo (1 Samuel 17:25-27). Mesmo seu irmão mais velho escarnecendo e ridicularizando-o (1 Samuel 17:28), Davi se ofereceu para lutar (1 Samuel 17:32). Inicialmente, Saul se hesitou em deixá-lo ir, mas Davi estava confiante de que ele iria vencer (1 Samuel 17:33-37). Depois de recusar a espada e a armadura do rei, Davi tomou a sua funda e juntou cinco pedras lisas no caminho para enfrentar Golias (1 Samuel 17:38-40).

Quando Davi chegou para lutar, Golias zombou dele (1 Samuel 17:41-44). Davi respondeu declarando sua confiança de que "o Senhor [entregaria] [Golias] em suas mãos" (1 Samuel 17:45-47). Com uma só pedra, Davi matou o gigante, e cortou a cabeça do guerreiro com sua própria espada (1 Samuel 17:48-51). Isto levou a uma grande vitória dos israelitas sobre os filisteus (1 Samuel 17:52-53).

Porque foi preciso coragem?

É fácil ver que foi preciso coragem para Davi combater Golias. Vamos notar quatro razões pelas quais este foi um ato tão corajoso.

Primeiro, Davi era um jovem. Esta foi a primeira razão de Saul para desencorajar Davi de lutar: "Não poderás ir contra esse filisteu para pelejar com ele, pois tu ainda és moço... " (1 Samuel 17:33). Quando ele chegou para lutar, Golias o despediu por causa de sua juventude: "Quando o filisteu olhou e viu a Davi, desprezou-o, porquanto era mancebo... " (1 Samuel 17:42). Davi não era suposto estar lá, como foi sinceramente apontado por seu irmão mais velho Eliabe (1 Samuel 17:28).

Segundo, Davi não estava adequadamente treinado e equipado (pelo menos não de uma perspectiva humana). Saul contrastava Davi - "um moço" - com Golias - "um guerreiro desde a juventude" (1 Samuel 17:33) - sugerindo que Davi não tinha treinamento para lutar na batalha. Além de não treinado, ele não tinha nenhuma armadura e nenhuma arma de guerra adequada (1 Samuel 17:38-39). Em vez disso, ele enfrentou o gigante com um pau, cinco pedras e uma funda (1 Samuel 17:40).

Terceiro, o adversário de Davi era um guerreiro e um gigante. Já vimos como Golias havia sido treinado como "guerreiro desde a sua juventude" (1 Samuel 17:33). Se seu treinamento não bastasse para intimidar qualquer adversário em potencial, o tamanho de Golias - uma altura de "seis côvados e um palmo" (1 Samuel 17:4), que tinha cerca de três metros de altura – isso teria dissuadido qualquer um de nós.

Quarto, o oponente de Davi era inimigo de Deus. Claro, para Davi, isso só serviu como mais motivação para lutar (1 Samuel 17:26, 36, 45-47). Mas isso foi mais do que apenas uma luta física. Davi teve que se levantar e lutar em nome de Deus contra um oponente que era ousado o suficiente pelo que ele "porquanto afrontou os exércitos do Deus vivo" (1 Samuel 17:36).

Davi teve coragem

Davi sabia o que era certo. Ele sabia que esse inimigo de Deus tinha de ser derrotado (1 Samuel 17:36).

Davi reconheceu a recompensa, tanto para si como para a nação de Israel. Ele receberia riquezas e a filha do rei em casamento (1 Samuel 17:25). Mais importante ainda, os israelitas derrotariam e saqueariam seu inimigo (1 Samuel 17:46, 52-53).

Finalmente, Davi tomou medidas. Ele não esperou ser chamado; ele se ofereceu (1 Samuel 17:32). Quando Golias o ridicularizou, ele ousadamente respondeu (1 Samuel 17:45-46). Quando chegou o momento de lutar, Davi não hesitou, mas "correu rapidamente para a linha de batalha" e matou o gigante (1 Samuel 17:48-49).

Aplicação para nós

Há algumas lições que devemos tirar do exemplo de Davi.

Primeiro, devemos ter coragem de lutar, não importa quem somos. Paulo escreveu aos Coríntios sobre "nossa guerra" (2 Coríntios 10: 4). A participação na batalha espiritual que continuará a ser travada até o retorno do Senhor não é apenas para alguns poucos. Todos devem estar dispostos a lutar. A juventude não torna ninguém isento. Paulo disse a Timóteo: "Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza" (1 Timóteo 4:12). A juventude não é desculpa para não fazer o que Deus chamou Seu povo para fazer.

Em segundo lugar, não devemos nos preocupar em estar adequadamente equipados. Pedro e João eram vistos como "homens sem instrução e sem treinamento", mas mostraram grande ousadia em proclamar Cristo (Atos 4:12-13). Podemos também ser "sem instrução e sem treinamento" pelo padrão do mundo, mas estamos adequadamente preparados para a nossa luta quando colocamos a armadura que Deus fornece (Efésios 6:14-17).

Em terceiro lugar, não devemos nos preocupar com quem são nossos adversários. Paulo disse: "Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes permanecer firmes contra as ciladas do Diabo; pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniquidade nas regiões celestes" (Efésios 6:11-12). Temos alguns adversários poderosos contra nós. Mas devemos lembrar que Cristo está sobre todos eles (Efésios 1: 20-21) e que por Ele seremos vitoriosos (Apocalipse 17:14).

Em quarto lugar, devemos dirigir nossa luta contra aqueles que são inimigos de Deus. "Não guerreamos segundo a carne" (2 Coríntios 10: 3), porque nossa luta é de natureza espiritual. Nós lutamos para destruir "raciocínios e todo baluarte que se ergue contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência a Cristo" (2 Coríntios 10:5).

Conclusão

Davi estava confiante de que o Senhor estaria com ele. Ele disse a Golias: "Hoje mesmo o Senhor te entregará na minha mão; ferir-te-ei, e tirar-te-ei a cabeça; os cadáveres do arraial dos filisteus darei hoje mesmo às aves do céu e às feras da terra; para que toda a terra saiba que há Deus em Israel; e para que todo este povo saiba que o Senhor salva, não com espada, nem com lança; pois do Senhor é a batalha, e ele vos entregará em nossas mãos" (I Samuel 17:46-47). Devemos estar confiantes também. Embora forças poderosas "combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão também os que estão com ele, os chamados, e eleitos, e fiéis" (Apocalipse 17:14). Portanto, vamos ter coragem e "peleja fervorosamente pela fé" (Judas 3). Vamos "combater o bom combate da fé" (1 Timóteo 6:12) para que possamos participar da vitória do Senhor que Ele triunfará no final.

Você deseja ser um pregador? Preparar seus próprios sermões? Tenho uma grande novidade para você!

Kit Curso Pregador Completo! Como preparar sermões e pregar a Bíblia! Conheça as ferramentas e técnicas para se tornar um exímio pregador e um orador eficaz!

Se você deseja um curso prático para se tornar um grande Pregador, terá à disposição um excelente material! Clique Aqui para adquirir seu kit.

Nenhum comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.