Header Ads

A Bíblia copiou outros mitos religiosos, lendas e tradições?

A Bíblia copiou outros mitos religiosos, lendas e tradições?
Os críticos frequentemente afirmam que a Bíblia inclui histórias copiadas de outros mitos e tradições religiosas. Isso é verdade?

Primeiro, devemos reconhecer que em alguns casos existem muitas semelhanças entre um relato bíblico e outro relato antigo. Por exemplo, a Epopeia de Gilgamesh inclui um relato de dilúvio com algumas semelhanças com o relato de Noé e o Dilúvio encontrado em Gênesis. Outras tradições religiosas, mitos ou lendas incluem relatos de um primeiro homem ou mulher que parecem se assemelhar ao Jardim do Éden.

Em segundo lugar, muito cuidado deve ser tomado em compreender a cronologia de relatos semelhantes. Por exemplo, o Livro de Mórmon inclui um relato alternativo do Jardim do Éden. No entanto, foi escrito no século XIX. O Antigo Testamento foi escrito muito antes deste período e quaisquer semelhanças não poderiam ser tiradas de um trabalho posterior. No caso de escritos antigos, às vezes a cronologia não é conhecida. Quando desconhecida, alguma incerteza deve permanecer sobre qual conto é anterior. Em nenhum caso foi absolutamente provado que uma escrita anterior de uma religião diferente foi usada para compilar a Bíblia.

Terceiro, conteúdo semelhante não é suficiente para alegar que a Bíblia copiou outro relato. Por exemplo, alguns estudiosos religiosos liberais argumentam que o relato da ressurreição de Jesus foi baseado em relatos de ressurreição anteriores em outras tradições pagãs. Embora possa haver algumas semelhanças, as diferenças são muito grandes. Além disso, o relato da ressurreição do Novo Testamento está ligado a eventos históricos reais e não à mitologia.

Quarto, em alguns casos a Bíblia cita outra fonte para afirmar o seu relato. Por exemplo, o livro desconhecido de Jasar é mencionado em Josué 10:13 como afirmando o longo dia mencionado na batalha. No entanto, o Livro de Jasar não foi afirmado como revelação direta de Deus e já não se sabe que existe (embora existam falsificações mais modernas.

Em quinto lugar, em outros casos, a Bíblia às vezes cita outra fonte. O apóstolo Paulo citou um poeta grego em Atos 17 sem afirmar se era de Deus ou simplesmente uma ilustração para seu público. Ele também citou um profeta cretense em Tito 1:12, sem afirmar o profeta ou seus escritos.

Como com outros livros, a Bíblia usa fontes em sua escrita. No entanto, seria impreciso afirmar que a Bíblia "toma emprestado" de outros mitos religiosos, lendas ou tradições para criar a sua própria. Em vez disso, a Bíblia alega ser a revelação divina de Deus que deve ser obedecida e é única entre os escritos do mundo (2 Timóteo 3:16-17; 2 Pedro 1:20-21).

Você deseja ser um pregador? Preparar seus próprios sermões? Tenho uma grande novidade para você!

Kit Curso Pregador Completo! Como preparar sermões e pregar a Bíblia! Conheça as ferramentas e técnicas para se tornar um exímio pregador e um orador eficaz!

Se você deseja um curso prático para se tornar um grande Pregador, terá à disposição um excelente material! Clique Aqui para adquirir seu kit.

Nenhum comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.