Header Ads

Para adquirir sabedoria, devemos ser humildes

Para adquirir sabedoria, devemos ser humildes
A humildade é necessária para adquirir sabedoria. "Quando vem a soberba, então vem a desonra; mas com os humildes está a sabedoria" (11:2). Como a sabedoria vem da instrução e entendimento, devemos ser humildes o suficiente para admitir nossa própria falta de sabedoria e a necessidade de buscá-la. Sem humildade, não vamos crer que precisamos de sabedoria e, portanto, ignorá-la.
"Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas. Não sejas sábio a teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal" (3:5-7).
Quando possuímos humildade, vamos entender que há respostas que não temos e orientações que precisamos. Portanto, não vamos "nos estribar em nosso próprio entendimento" ou "não ser sábio aos nossos próprios olhos" Vamos buscar orientação e estar abertos a instrução. No entanto, é importante que obtenhamos a orientação certa. Então Salomão diz que devemos colocar nossa confiança no Senhor. Muitos hoje colocam a sua confiança nos pais, professores ou pregadores para conduzi-los nos caminhos da sabedoria. Enquanto nós certamente podemos ser ajudados pela instrução dos outros (11:14; 15:22; 24:6), é somente quando tal instrução está em harmonia com a sabedoria que vem de cima que nos fará algum bem. Portanto, a nossa confiança não está em outros que possam nos ensinar, mas no Senhor.
"O temor do Senhor é a instrução da sabedoria; e adiante da honra vai a humildade" (15:33).
Em outros lugares Salomão escreve: "O temor do Senhor é o princípio da sabedoria" (9:10). A segunda parte deste versículo nos diz que a humildade é um precursor para a honra. Mais cedo, o homem sábio diz: "Os sábios herdarão honra" (3:35). Honra é uma das recompensas da sabedoria. O fato de que a humildade antecede a honra nos diz que a humildade é necessária para adquirir sabedoria.
"O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia" (28:13).
A confissão de pecado é um ato de humildade. Para confessar, é preciso ser humilde o suficiente para reconhecer seu pecado e admitir isso para os outros. Aquele que tenta esconder seu pecado demonstra uma falta de humildade que vai mantê-lo no seu pecado e no caminho da maldade. O homem com a humildade de confessar e abandonar o seu pecado vai encontrar-se no caminho que leva à sabedoria.
“Na verdade, que eu sou mais estúpido do que ninguém; não tenho o entendimento do homem; não aprendi a sabedoria, nem tenho o conhecimento do Santo. Quem subiu ao céu e desceu? Quem encerrou os ventos nos seus punhos? Mas amarrou as águas no seu manto? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? Qual é o seu nome, e qual é o nome de seu filho? Certamente o sabes! Toda palavra de Deus é pura; ele é um escudo para os que nele confiam" (30:2-5).
Este é o início das "palavras de Agur" (30:1). Ele começa com um pouco de exagero, dizendo que ele é "mais estúpido do que qualquer homem". Seu ponto é que ele era humilde e não confiava em si mesmo para a sabedoria ou compreensão. Em seguida, ele reconhece a grandeza de Deus na criação e manutenção da terra. Porque não há ninguém maior que Deus, ele deposita sua confiança em Deus e Sua Palavra. Mesmo ele sendo "mais estúpido do que qualquer homem", ele não se contentava em colocar a sua confiança em um outro homem que era mais sábio e mais experiente do que ele. Apenas as palavras de Deus são provadas e são capazes de nos proteger dos perigos da maldade. Portanto, devemos "nos refugiar nele"
Como a humildade conduz à sabedoria e a honra, o orgulho leva à destruição.
"A soberba precede a destruição, e a altivez do espírito precede a queda. Melhor é ser humilde de espírito com os mansos, do que repartir o despojo com os soberbos" (16:18-19).
O orgulho leva à própria queda. Em outros lugares, Salomão acrescenta a este pensamento: "Mas a humildade precede a honra" (18:12; 29:23). É por isso que ele diz, a longo prazo, é melhor ser humilde, a fim de posteriormente ser exaltado (1 Pedro 5:5-6) "É melhor ser humilde de espírito com os humildes". No entanto, a maioria das pessoas tendem a ser míope ao olhar para o "despojo" imediato que está associado com "os soberbos". Então eles arrogantemente seguem o caminho da gratificação instantânea. No entanto, no final, como eles rejeitaram a sabedoria divina, eles vão tropeçar e, finalmente, ser destruídos.
"Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele conduz à morte" (14:12).
Aquele que se ensoberbece com orgulho confia em seu próprio caminho. Ele rejeita a instrução, porque não acredita que ele precisa. Ele não está disposto a mudar seu pensamento ou sua direção. Jeremias disse: "Eu sei, ó Senhor, que não é do homem o seu caminho; nem é do homem que caminha o dirigir os seus passos" (Jeremias 10:23). Isto é verdade para todos os homens de todos os tempos. Sem aprender de Deus e Seus caminhos, não podemos encontrar o caminho da vida. Quando rejeitamos a sabedoria que vem do alto, não importa que outra direção que tomamos, nós estaremos em um caminho que leva à morte (16:25).
"Vês um homem que é sábio a seus próprios olhos? Maior esperança há para o tolo do que para ele" (26:12).
O homem que é "sábio aos seus próprios olhos" é o que rejeitou a sabedoria divina pelo "caminho que parece direito" para ele (14:12; 16:25). Ele é contrastado com o tolo nesta passagem. Portanto, devemos entender o "tolo" deste verso como aquele que simplesmente tem falta de sabedoria, e não alguém que rejeitou a sabedoria. Porque ele só tem falta de sabedoria, há esperança para ele, se ele receber a instrução correta, ele pode adquirir sabedoria. No entanto, aquele que é "sábio aos seus próprios olhos", na sua arrogância, não vê necessidade de ouvir, aprender ou adquirir a sabedoria divina, apesar de sua deficiência de sabedoria ser evidentes para os outros. Salomão oferece dois exemplos para ilustrar este ponto. "Mais sábio é o preguiçoso a seus olhos do que sete homens que sabem responder bem" (26:16). Embora a condição empobrecida e miserável do preguiçoso é evidente para aqueles que o conhecem, na sua arrogância, ele não pode ver a necessidade de mudar nada em sua vida. "O homem rico é sábio aos seus próprios olhos; mas o pobre que tem entendimento o esquadrinha”. (28:11). O homem rico deste verso não é um homem justo que passa a ser abençoado com riquezas. É um homem rico que coloca a sua confiança nas riquezas. Embora ele possa acreditar que ele é totalmente autossuficiente e sua prosperidade é um sinal de que ele tem mais do que a sabedoria o suficiente por conta própria e não necessita de sabedoria de Deus, o homem pobre que tem entendimento (sabedoria divina) será capaz de ver a loucura de sua arrogância.
"Há gente que é pura aos seus olhos, e, contudo, nunca foi lavada da sua imundícia. Há gente cujos olhos são altivos, e cujas pálpebras são levantadas para cima" (30:12-13).
A arrogância faz com que o homem imundo (aquele que está atolado em pecado) acredite que ele é puro. Algumas versões usa o termo com o singular, sugerindo um indivíduo. Outras versões usa o termo geração, o que indicaria um grupo maior. Em ambos os casos, o ponto é sobre aqueles que não querem ouvir os outros que poderiam fornecer-lhes um conselho sábio, se é uma geração mais jovem que se recusa a ouvir a geração mais velha, ou alguém que se recusa a ouvir os outros que poderiam instruí-lo. Aqueles que são arrogantes não ouvem a repreensão e permanecerão em seu pecado.

Próximo: Para Adquirir Sabedoria, Devemos Ser Disciplinados

Você deseja ser um pregador? Preparar seus próprios sermões? Tenho uma grande novidade para você!

Kit Curso Pregador Completo! Como preparar sermões e pregar a Bíblia! Conheça as ferramentas e técnicas para se tornar um exímio pregador e um orador eficaz!

Se você deseja um curso prático para se tornar um grande Pregador, terá à disposição um excelente material! Clique Aqui para adquirir seu kit.

Nenhum comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.