8/22/2016

4 maneiras de orar a Deus

4 maneiras de orar a Deus
"Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças” Filipenses 4:6

Orar por tudo

O apóstolo Paulo nos dá um grande lembrete quando estamos em necessidade e quando orarmos devemos "Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças" (Filipenses 4:6). Será que Paulo realmente disse para orar sobre tudo? Sim, orar sobre tudo para tornar seus pedidos conhecidos a Deus, e embora Ele já conhece todas as nossas necessidades, nós ainda somos ordenados a orar a Ele por tudo na vida.

Ore com ações de graças

Em Filipenses 4:6 Paulo diz que devemos orar, mas orar enquanto damos graças a Deus. Isso significa que devemos estar orando por todas as coisas que entram em nossa vida, sejam boas ou ruins, porque nós podemos confiar em Deus que todas as coisas vão cooperar para o nosso bem final (Gênesis 50:20; Romanos 8:28).

Ore para que a vontade de Deus seja feita

Na assim chamada oração do Senhor, Jesus enfatiza um ponto muito importante; que devemos orar para que a vontade de Deus seja feita na terra como já está sendo feita no céu (Mateus 6:10). Não temos a sabedoria para saber sempre qual é a Sua vontade, mas podemos ter sabedoria suficiente para orar para que a Sua vontade seja feita em nossa vida acima da nossa própria vontade. Deus conhece o futuro e sabe o que é melhor para nós, ore para que a perfeita vontade de Deus seja feita em nossas vidas e que não vamos interferir nela.

Ore para a glória de Deus

Você e eu fomos comprados por Deus, comprados pelo preço mais alto que existe, que é o sangue precioso do Cordeiro de Deus, assim Paulo nos exorta a lembrar que "Porque fostes comprados por preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo" (1 Coríntios 6:20). Temos de perceber que o nosso corpo já não nos pertence. Nós pertencemos a Deus, já que "não sois de vós mesmos" (1 Coríntios 6:19c).

Conclusão

Nós não temos nenhuma razão para ficar preocupados; porque podemos nos prostrar de joelhos e orar a Deus sobre todas as coisas; podemos orar a Deus, dando graças; podemos orar a Deus pedindo que a Sua vontade seja feita e não a nossa; e podemos orar para que Deus seja glorificado na vida que vivemos. Esse é o nosso dever. Ele não se contenta com nada menos do que o nosso melhor.

8/20/2016

O que aconteceu com as nações sob liderança corrupta ou ruim na Bíblia?

A Bíblia nos diz o que acontece com as nações que se envolvem em corrupção e liderança ímpia.

Será que Deus abandona essas nações?

O que acontece com as nações que se envolvem em corrupção e que têm uma liderança ímpia? Isso parece óbvio para a maioria dos cristãos, porque eles podem ler a história da humanidade, e também os relatos históricos escritos na Bíblia onde as nações se afastaram da obediência a Deus e depois caíram em ruínas por causa da idolatria (com práticas sexualmente imorais), excessiva ganância e a negligência dos pobres, bem como dos órfãos e das viúvas. Este foi o caso do Império Romano, onde houve imoralidade sexual, múltiplos casamentos e divórcios, abuso infantil (físico e sexual), o excesso de tributação, e uma dívida nacional crescente que ameaçava a solvência do império e a defesa nacional. Estas e outras causas se tornariam a queda do império.

O que aconteceu com as nações sob liderança corrupta ou ruim na Bíblia?

Uma vez que nada acontece fora da vontade soberana de Deus (Mateus 10:29), este deve ter sido um julgamento de Deus. A população nacional e civil chegou a um ponto que refletia os dias de Noé, onde tudo que eles pensavam era o pecado (Gênesis 6:5).

Quando Deus abandona uma nação

Durante o tempo dos juízes no antigo Israel, todo mundo fazia o que era visto como direito aos seus próprios olhos (Juízes 21:25), mas quando isso acontece, o conselho de Deus é ignorado, e, como resultado, caíram em cativeiro pouco tempo depois. Eles finalmente se arrependeram e Deus lhes enviou um juiz para resgatá-los, mas logo depois que ele (ou ela) morria, eles caíam de volta no seu padrão de pecado e que lhes traria de volta a destruição.

Semelhantes aos reis do Israel antigo (e mais tarde, Judá) que levaram suas nações através deste mesmo ciclo. Se você olhar para a história, esse ciclo não é exclusivo de Israel. Quando Sansão julgou Israel por vinte anos, ele chegou a um estado tão decadente de desobediência a Deus, que foi dito a ele que "ele não sabia que o Senhor o tinha deixado" (Juízes 16:20b), e que pode ser o que está acontecendo com a nossa nação hoje e muitas outras ao redor do mundo. Deus deixou-os. Podemos pensar que milhões de pessoas em nosso país são cristãos, mas quando se trata de fruto, a árvore é um pouco estéril! Muitos dirão ao Senhor no dia do Seu retorno: "Senhor, Senhor", mas estes mesmos "muitos" serão afastados da presença de Deus (Mateus 7:13-23). A Bíblia ensina que muitos são chamados, mas poucos escolhidos. Largo é o caminho para a destruição, mas estreito e difícil é o caminho para a vida eterna "e poucos são os que a encontram" (Mateus 7:14).

Quando as nações abandonam Deus

Quando uma nação finalmente abandona a Deus, Deus certamente irá abandoná-la. Na verdade, em muitos casos, Ele já havia abandonado essa nação. Isso porque qualquer nação que existe e opera indiscriminadamente quebrando (na verdade, desafiando) as leis de Deus, são sujeitas aos mesmos destinos como os antigos israelitas, o Império Romano, e quaisquer outras pessoas que vivem fora da vontade de Deus. A verdade é: "Quando os justos prosperam, exulta a cidade..." (Provérbios 11:10a), e "Quando os justos governam, alegra-se o povo; mas quando o ímpio domina, o povo geme" (Provérbios 29:2). Geme pelas mesmas razões que os outros fizeram no passado; o excesso de tributação, uma dívida pública enorme e crescente, questões de defesa e segurança nacional, a imoralidade sexual, e a corrupção no setor privado, público e na esfera política.

Consequências para as nações corruptas

Você não pode quebrar as leis morais de Deus, sem elas quebra-lo, e não importa se se referem a uma pessoa ou uma nação inteira. Se nós escolhemos o pecado, nós escolhemos sofrer, porque nós que escolhemos o nosso caminho e não Deus, e uma vez que Deus é soberano, Ele irá considerar cada nação e responsabilidade individual; ainda mais com os líderes nacionais. Ele tem autoridade para fazer isso. É Deus que "muda os tempos e as estações; ele remove reis e estabelece reis" (Daniel 2:21a). Deus é onipotente; Ele pode punir ou derrubar qualquer nação que Ele escolhe, assim como lemos no Antigo Testamento.

Ele usa uma nação para punir a outra, mas às vezes a nação pode implodir, porque eles são seus próprios piores inimigos. O governo pode estar causando mais dano à nação que seus povos, mas ainda assim as pessoas vão sentir as consequências e sofrer por isso. Nos dias de Noé, as coisas estavam tão ruins que "A terra, porém, estava corrompida diante de Deus, e cheia de violência. Viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda a carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra." (Gênesis 6:11-12) e "Viu o Senhor que era grande a maldade do homem na terra, e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era má continuamente" (Gênesis 6:5). Este tipo de civilização trouxe o juízo de Deus e ele veio de repente, assim como ele virá novamente quando Cristo voltar (Apocalipse 22:12). Será quando ele vier "...com as nuvens, e todo olho o verá, até mesmo aqueles que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele" (Apocalipse 1:7). Eles lamentarão, porque eles saberão que Deus existe e agora eles enfrentarão Seu juízo. Durante todas as suas vidas, eles suprimiram o conhecimento de Deus (Romanos 1:18), apesar do fato de ser tão óbvia a existência de Deus (Romanos 1:19-21).

Conclusão

Se não estamos satisfeitos com as escolhas dos candidatos, isso não é motivo para não votar, porque Deus pode usar uma liderança ímpia como uma forma de disciplinar uma nação. Ele fez a mesma coisa com o antigo Israel e Judá. Ele os entregou a seus próprios pecados, e depois Deus lhes deu reis que mereciam. Podemos, como uma nação ainda ouvir a voz de Deus, onde Ele diz a seu povo: "Oxalá me escutasse o meu povo!" (Salmo 81:13a), e "...eu abateria os seus inimigos, e voltaria a minha mão contra os seus adversários" (Salmo 81:4), mas, infelizmente, a nossa nação pode ouvir a mesma coisa que Ele disse a Israel antiga, que foi, "Mas o meu povo não ouviu a minha voz, e Israel não me quis" (Salmo 81:11). Felizmente, sua voz ainda pode ser ouvida hoje em Sua Palavra escrita, a Bíblia. Deus fala a nós pelo Seu Espírito e através de Sua Palavra para nos apontar para a Palavra Viva, Jesus Cristo. Quem não permanece em Sua Palavra (João 15:5), será lançada no fogo (João 15:6); um fogo que nunca se apaga, e em um lugar onde seu verme não morre (Marcos 9:48).

8/18/2016

3 razões para continuar a corrida

Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas vou prosseguindo, para ver se poderei alcançar aquilo para o que fui também alcançado por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo pelo prêmio da vocação celestial de Deus em Cristo Jesus. Filipenses 3:12-14

3 razões para continuar a corrida
"Esses momentos em que você sente vontade de desistir pode ser momentos de grandes oportunidades, porque Deus usa os seus problemas para ajudá-lo a crescer"
Avançando para a frente

O apóstolo Paulo provavelmente tinha uma agenda muito ocupada, porque durante sua vida ele viajou milhares e milhares de milhas e plantou dezenas de igrejas, mas mesmo quando ele se cansou, ele escreveu "Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus" (Filipenses 3:14). Paulo não passou o tempo olhando para trás, porque ele poderia tropeçar no que estava adiante dele. Nós também não devemos tropeçar; precisamos esquecer “...das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante” (Filipenses 3:13b).

A proximidade das oportunidades

Quando uma mulher estava nadando através do Canal Inglês, há alguns anos atrás, ela desistiu por conta da pesada e densa névoa, não sendo capaz de ver até mesmo um décimo de uma milha a frente dela, mas quando ela entrou no barco, ela podia claramente ver a costa através da névoa em uma distância próxima. Ela disse que se soubesse que estava tão perto, ela teria continuado avançando mesmo quando estava muito difícil; continue nadando, mesmo se você estiver em uma névoa ofuscante. Deus está usando isso para fazer você crescer.

Continue correndo

Uma história trágica e verdadeira aconteceu há mais de um século atrás, quando um homem correu para o celeiro durante uma tempestade de neve para recuperar alguns de seus frangos para que a família não morresse de fome. A família esperava por ele e esperando por ele, mas ele nunca retornou. Aparentemente, o homem se perdeu no caminho de volta para a casa, que era uma distância de mais ou menos 30 metros da casa, e congelou até a morte. A mãe sabia que algo estava errado, mas também entendeu que ela não deveria se atrever a sair na nevasca para procurá-lo, caso contrário, ela iria morrer também e as crianças ficariam órfãs de pai e mãe. Na manhã seguinte, eles encontraram o homem há apenas 3 metros da porta da frente da casa. Se ao menos ele tivesse rastejado apenas mais alguns metros, ele teria encontrado a porta.

O mal para o bem

A Bíblia está cheia de histórias em que Deus usou o mal para o bem e usou o mal dos outros como uma oportunidade para provocar grandes bênçãos. José foi preso sem nenhuma outra razão, a não ser, Deus usando o mal para o bem de modo que muitos pudessem ser salvos (Gênesis 50:20), a igreja do primeiro século foi brutalmente perseguida, mas isso só serviu para que o evangelho fosse pregado em toda a Judéia, e, claro, precisamos apenas olhar para a cruz para ver que tão grande mal pode ser usado para tanto bem (João 3:16).

Conclusão

Quando você se deparar com obstáculos aparentemente intransponíveis, confie em Deus e Ele vai leva-lo a linha de chegada, você pode estar mais perto de uma oportunidade do que você imagina, você pode estar muito perto, portanto não desista, e lembre-se que Deus pode usar tudo e qualquer coisa (até mesmo o mal) para trazer muita coisa boa.

8/07/2016

4 mitos que as pessoas acreditam sobre o céu

4 mitos que as pessoas acreditam sobre o céu
Aqui estão 4 mitos que algumas pessoas acreditam sobre o céu. O que você acredita sobre o céu?

Harpas tocando, nuvens flutuando

Eu vejo isso em quase todos os desenhos animados que se possa imaginar. Se alguém morre, é transportado imediatamente para o céu e acaba tocando uma harpa enquanto sentado nas nuvens. Nada poderia estar mais longe da verdade e nada soa mais chato do que isso. Não há dúvida de que o céu não será nada parecido com isso e eu não acredito que nós podemos sequer imaginar o quão incrível será estar no reino dos céus. Haverá trabalho para fazer, o que comer, as pessoas se regozijando, Deus sendo adorado, e mais do que podemos sequer sonhar.

Céu na Terra

A maioria das pessoas acreditam que quando o reino vier, vamos estar no céu, mas a verdade é que o céu desce à terra como a Nova Jerusalém. Se você ler Apocalipse capítulo 21 você pode ler sobre a Nova Jerusalém, que é tão incrível que dificilmente pode ser imaginado. Realmente, o céu é em qualquer lugar que Deus está e estar na presença de Deus vai ser incrivelmente surpreendente.

Constante adoração

Certamente estaremos adorando a Deus e nos regozijando na Sua presença, mas a partir de minha compreensão, para alguns haverá cidades para governar (Lucas 19:12-19) e nós estaremos servindo nosso Senhor (Apocalipse 22:3) e estamos destinados a reinar com Cristo como reis e sacerdotes (Apocalipse 1:6; 5:10).

Não como os anjos

Jesus disse uma vez que "na ressurreição nem se casam nem se dão em casamento, mas serão como anjos no céu" (Mateus 22:30) texto que alguns interpretam erradamente no sentido de que vamos ser como ou se tornar anjos. Eu não sei porque ou onde este mito começou. Na verdade, nós realmente julgaremos os anjos (1 Coríntios 6:3).

Conclusão

Um pastor disse: "Sempre que eu penso a respeito do céu, fico deprimido. Prefiro deixar de existir quando eu morrer. "Por quê? Porque ele imagina que ele estará flutuando ao redor nas nuvens, dedilhando sua harpa para todos os tempos e que ficaria entediado até a morte. Este pastor precisa ler a Bíblia. O céu será muito mais do que podemos imaginar. Será excitante, desafiador, alegre e indescritível, é por isso que eu não posso nem descrever. Mal posso esperar para conhecer muitos de vocês lá algum dia, porque eu acredito que vai ser uma das maiores alegrias na Nova Jerusalém ... conhecer todos estes irmãos e irmãs em Cristo, que eu nunca conheci. Mal posso esperar por isso ... além disso poderemos finalmente ver Jesus face a face. O que é melhor do que isso?

8/06/2016

Lua de Sangue: é uma profecia bíblica relacionada ao fim dos tempos?

Lua de Sangue: é uma profecia bíblica relacionada ao fim dos tempos?
O que é a chamada "profecia lua de sangue"? Está na Bíblia? Relaciona-se a nós hoje? Está relacionada com o fim dos tempos?

Luas de sangue

Há uma série de falsos mestres lá fora, e alguns que realmente pretendem ser profetas de Deus prevendo todos os tipos de tristeza e melancolias, mas a chamada "profecia lua de sangue" é uma invenção recente de alguns que afirmam ter revelação especial de Deus. Um desses homens é John Hagee, fundador e presidente da Cornerstone Church, uma mega-igreja em San Antônio, Texas. Hagee afirma que houve quatro eclipses lunares consecutivos, entre 15 de abril de 2014 e 28 de setembro de 2015, e que estes coincidiram com dias judaicos sagrados. Hagee afirma que isso é um sinal do fim dos tempos, mas será mesmo? Um ano se passou desde aquele tempo e nada aconteceu ... e ainda estamos à espera de seu sinal para marcar o fim dos tempos. Hagee se baseia em Joel 2:20 e Apocalipse 6:12. Será que estas Escrituras têm algo a ver ou se relacionam com a profecia lua de sangue? Estes versos já haviam se cumprido quando os quatro eclipses lunares aconteceram? E sobre todas as outras "luas de sangue" ao longo dos últimos dois mil anos, que também coincidiram com dias santos judaicos? Estas "luas de sangue" não são tão raras como Hagee quer nos fazer acreditar. Enfim, o fim não veio, então por que devemos crer em Hagee sobre esta chamada profecia lua de sangue agora?

Igrejas proféticas

Há mais igrejas que se concentram em profecia hoje do que havia nos últimos 2.000 anos de história da igreja. Por que eles se concentram em profecia, e não em Cristo? Os ensinamentos de Cristo nos chamam a viver em santidade e obediência a Ele. Esses ensinamentos proféticos tira os nossos olhos dos nossos pecados e da santificação, e realmente, tira o nosso foco de Cristo para os eventos mundiais.


Você acha que Deus realmente precisa de nossa ajuda (ou da ajuda de Hagee) para determinar quando será o fim dos tempos? Jesus não disse que ninguém sabe o dia de Seu retorno? (Mateus 24:36). Quando o povo reivindica receber uma "revelação especial" de Deus, eles insinuam que a Bíblia não é suficiente. Eles não estão realmente dizendo: "Graças a Deus, a Bíblia é incrível ..., mas, eu tenho mais revelação agora, que eu preciso adicionar aos seus ensinamentos".

Joel 2:20

Joel 2:20 é uma profecia sobre um tempo em que Deus derramaria seu Espírito, não uma profecia sobre o fim dos tempos. Isto fala sobre uma promessa de Jesus sobre o consolador ou ajudador que haveria de vir depois que Ele voltasse para o pai; quando o Espírito Santo iria finalmente ser derramado. Joel faz referência a este momento especial na história ... o nascimento da igreja que Jesus é o Cabeça. Joel, o Profeta escreveu: "Diante deles a terra se abala; tremem os céus; o sol e a lua escurecem, e as estrelas retiram o seu resplendor" (Joel 2:10), mais especificamente relacionado com o estabelecimento da igreja, que eu acredito que este versículo seja, como Joel escreve: "E mostrarei prodígios no céu e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça. O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor" (Joel 2:30-31), no entanto ele está falando sobre o fim dos tempos? O versículo seguinte diz: "E há de ser que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo" (Joel 2:32a). Isso aconteceria antes do "dia do Senhor", não se referindo a esse dia. Se isso se refere ao fim dos tempos, então por que o Apóstolo Pedro se referiu a essas Escrituras ao falar sobre o Espírito Santo derramado sobre a igreja onde Joel escreveu "Acontecerá depois que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos anciãos terão sonhos, os vossos mancebos terão visões" (Joel 2:28). Isso soa como Deus ainda está trabalhando com a igreja e não parece se encaixar nas profecias do fim dos tempos que outros profetas escreveram. Pedro citou a profecia de Joel (Atos 2:17-21) e ele a relacionou a vinda do Espírito Santo, que iria inspirar profecias e visões, os quais aconteceram na igreja do Novo Testamento, começando no Dia de Pentecostes. Pedro não viu esses versos "lua de sangue", como uma previsão do fim dos tempos, mas como a predição do momento em que Deus diz: "Eu derramarei o meu Espírito sobre toda a carne" (Atos 2:17).

Apocalipse 6:12

Outro versículo que os proponentes da profecia "lua de sangue" reivindicam é Apocalipse 6:12, onde o apóstolo João escreveu sobre o tempo em que ele diz que o Cordeiro de Deus "abriu o sexto selo, e houve um grande terremoto; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua toda tornou-se como sangue; e as estrelas do céu caíram sobre a terra, como quando a figueira, sacudida por um vento forte, deixa cair os seus figos verdes. E o céu recolheu-se como um livro que se enrola; e todos os montes e ilhas foram removidos dos seus lugares" (Apocalipse 6:12-14). Estes versículos parecem apontar para um tempo final, mas as razões para o sol se tornar como um saco de cilicio e a lua se tornar como o sangue poderia ser uma série de coisas. Se um holocausto nuclear eclodisse, os especialistas dizem que o sol não seria sequer capaz de brilhar por causa das nuvens densas e à noite, a lua ficaria de cor avermelhada. A expressão "luas de sangue" nem sequer aparece na Bíblia; nenhuma vez! As palavras "sangue" e "lua" aparecem apenas três vezes na Bíblia, mas apenas na mesma frase, nunca junto uma da outra. Refere-se simplesmente a cor da lua mais do que o fim dos tempos e a cor do sol. Não há nenhuma indicação de qualquer profecia "lua de sangue" na Bíblia, nem é algo que devemos nos preocupar. Durante os primeiros dois mil anos, a igreja nunca se referiu a uma profecia "lua de sangue", mas apenas a cor da lua, que poderia ser de guerras, terremotos, erupções vulcânicas e outras catástrofes naturais.

Conclusão

O que é a profecia lua de sangue? É apenas uma criação artificial ou uma invenção da imaginação vívida de alguns homens. Se esses mesmos “profetas” dedicassem o mesmo tempo, energia e foco em tornar-se mais semelhante a Cristo, não daríamos a esses alarmistas qualquer atenção. Eles vendem milhões de livros, eles enchem auditórios enormes, e eles constroem megas-igrejas por causa da obsessão das pessoas com a profecia bíblica. E sim, eles fazem muito e muito dinheiro ... talvez esse seja o objetivo real desses "profetas" (ou autoproclamados profetas com o fim de obter lucros). Por que eles não se concentram em alcançar os perdidos em vez de tentar arrastar grandes multidões e construir megas-igrejas? É apenas para provocar alguma coceira que alguns curiosos têm sobre a profecia e o fim dos tempos ... e vender mais livros, mais DVDs, e vender mais conferências.
Aqueles que morrem sem receber a fé salvadora em Cristo tem um futuro que já foi escrito, mas é claro que esses falsos mestres e profetas não querem deixar ninguém desconfortado, mostrando o pecado, o arrependimento, o sangue do Cordeiro, santificação, obediência, e outras coisas ensinada na Bíblia. Isso não vende. Não dá lucro. Eles preferem encher os bancos da igreja do que encher os rolos do céu.

8/04/2016

4 maneiras de enfrentar seus medos

4 maneiras de enfrentar seus medos
"Com o poder de Deus dentro de nós, nunca precisamos temer os poderes em torno de nós"

Sem medo do homem

Se Deus é por você, quem no mundo poderia ser contra você (Romanos 8:31)? A resposta, claro, é ninguém, esse era o ponto do apóstolo Paulo. O autor de Hebreus escreveu: "De modo que com plena confiança digamos: O Senhor é quem me ajuda, não temerei; que me fará o homem?" (Hebreus 13:6). Se o seu ajudador é o Senhor, o que você tem que temer? Você tem toda a ajuda que você vai precisar na vida.

O Senhor está ao seu lado

O salmista alegremente escreve: "em Deus ponho a minha confiança, e não terei medo; que me pode fazer o homem?" (Salmo 56:11), o que significa que ele confia em Deus, portanto ele não se preocupa com o que alguém pode fazer para ele. A sua fé é tão forte? Se conhecemos a Deus, então Ele promete nunca nos deixar ou nos abandonar (Hebreus 13:4). Não confie nos seus sentimentos – confie na Palavra de Deus, por que ela é mais segura do que qualquer coisa que você pode sentir.

Temente a Deus

Ironicamente, a pessoa que teme a Deus não tem medo do homem. O apóstolo Paulo disse a Timóteo que "Porque Deus não nos deu o espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação" (2 Timóteo 1:7). Uma mente sadia e o poder de Deus são grandes armas contra o medo do homem ou o medo de espíritos malignos. A sabedoria de temer a Deus é útil para quando somos tentados a temer o homem.

Fortalecendo as mãos trêmulas

Quando estamos com medo, o nosso ritmo cardíaco aumenta, a adrenalina sobe, e podemos até começar a suar. Quando isso acontece, devemos recordar as encorajadoras palavras que Deus deu a Isaías: "não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça" (Isaías 41:10).

Conclusão

Se você ainda luta com o medo do homem ou com o medo das circunstâncias que você se encontra, leia as sábias palavras do Apóstolo João a partir de 1 João 4:18, onde ele escreveu: "No amor não há medo antes o perfeito amor lança fora o medo; porque o medo envolve castigo; e quem tem medo não está aperfeiçoado no amor". Entenda que, com o poder de Deus dentro de nós, nunca precisamos temer os poderes em torno de nós", porque somos mais do que vencedores em Jesus Cristo (Romanos 8:37).

Seguidores